Macross Plus

Macross Plus - comprar online
R$8,00
Ver detalhes das parcelas
Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

  Macross Plus
 

Episódios:   4 + Movie
Estilo:   OVA
Gênero:   Ação/Drama/Ficção
Tema:   Mecha/Espacial
Resolução:  720x480
Áudio:   Japonês
Legendas:  Português
Quantidade:   1 Disco
Opcional:  (1 Box c/ encartes)

No ano de 1.999 uma astronave com comprimento total de mais de 1.200 metros cai numa pequena ilha. A nave de batalha possuía uma tecnologia muito superior a da Terra, com isso a existência de uma forma de vida inteligente além da Terra foi descoberta, como também a evidência de um conflito que teria o universo como campo de batalha.

A Administração das Nações Unidas começou uma guerra de unificação, pois os povos da Terra em separado jamais poderiam fazer frente a uma eventual invasão alienigena, e ao mesmo tempo em que criava uma força militar unificada, começou a consertar a enorme nave de batalha e incorporar a tecnologia alienigena a sua própria. Mas será que isso bastará para preparar a humanidade à enfrentar um inimigo desconhecido?
Este anime é basicamente sobre os relacionamentos; relacionamentos entre os personagens (especialmente Hikaru, Misa e Minmay) e o relacionamento entre os seres humanos e os Zentraedi. Tendo portanto muito mais do que cenas de batalhas (muito bem feitas, alias).
Não a muito do que ser dito, além de que este anime é uma saga épica sobre o amor, a vida e a morte, que faz a série Macross um clássico que haverá de ser lembrado por muito tempo. Com o sucesso absoluto de Macross TV desde o seu lançamento em 1982, era quase inevitável que, assim como ocorreu com a franquia Gundam, surgissem continuações e "spin-offs" com o nome Macross, não apenas para saciar a sede dos fãs mas, logicamente, para que os produtores e criadores faturassem mais uma graninha. Se Macross 7 chega a ser uma afronta ao espírito original da série, o mesmo não pode ser dito de Macross Plus, magnífica série de 4 OVAs lançada em 1994. E o melhor: ainda que uma certa experiência com o universo Macross seja recomendada para o melhor aproveitamento do enredo, Macross Plus pode ser assistido sem medo mesmo por pessoas que nunca se ligaram muito na série de 1982.
A história de Macross Plus se passa em 2040, 40 anos após os acontecimentos da série original e 30 anos após um cessar-fogo entre humanos e Zentraedis. Uma tecnologia avançadíssima permitiu a criação de naves controladas mentalmente, um filão que promete ser altamente lucrativo nos anos que virão. Duas grandes empresas do ramo de aviação militar, General Galaxy e Shinsen Industries, disputam uma concorrência para ver quem ganhará o polpudo contrato oficial para produção em série das naves.
No Centro de Treinamento de Pilotos do Planeta Eden são discutidos os detalhes desta disputa. O humano Isamu Dyson, excelente piloto sem papas na língüa e "boyzinho" de carteirinha, ficará no comando do YF-19 produzido pela Shinsen Industries, enquanto Guld Bowman, piloto meio-humano e meio-Zentraedi, pilotará o YF-21 da General Galaxy.
Enquanto isto, são feitos os preparativos para a mega-turnê da cantora Sharon Apple no Planeta Eden. Sharon Apple é uma cantora 100% virtual: desde o visual até as músicas, nada nela é real, tudo é gerado por um poderoso computador. A gerente da turnê de Sharon Apple é Myung Fang Lone, uma bela mulher que gostava de cantar quando jovem, época em que ela, Isamu e Guld eram grandes amigos. Algo de muito sério aconteceu entre os três naquele tempo, uma vez que Guld, desde então, passou a considerar Isamu um traidor. A disputa entre as empresas, desta forma, passa a ser também algo pessoal entre ambos.
As coisas começam a se complicar quando Sharon Apple dá mostras de que pode ser muito mais do que aparenta. O transe quase hipnótico no qual o público entra durante as apresentações é algo meio assustador, e a evolução dos fatos pode levar Myung, Isamu e Guld a enfrentar situações inesperadas e perigosas que podem afetar completamente a vida de todos no Planeta Eden.
Macross Plus é um verdadeiro "tour-de-force" de Shoji Kawamori (Escaflowne, Arjuna), responsável aqui pela história original, direção, "storyboard" e desenho mecânico, todos realizados com extrema competência. A qualidade final do anime ainda ganhou uma turbinada boa com a participação de colaboradores ilustres como Shinichiro Watanabe (Cowboy Bebop, Samurai Champloo), responsável não apenas pelo "storyboard" ao lado de Kawamori mas, ainda, pela função de diretor-assistente. Se completarmos a lista com Keiko Nobumoto (Bebop, Wolf's Rain) no roteiro, Yoko Kanno (Escaflowne, GITS-SAC) na trilha sonora e outros nomes menos famosos mas nem por isto menos importantes no mundo da animação, temos uma equipe capaz de criar algo realmente acima da média.
E eles não decepcionaram os fãs. Apesar de ser basicamente um baita anime de ação, Macross Plus ainda se dá ao direito de comentar sobre a cada vez mais atual preocupação acerca da evolução da Inteligência Artificial, se isto poderia se tornar um risco real para uma sociedade cada vez mais informatizada. Além disto, o relacionamento entre os três outrora grandes amigos vai se revelando com grande força e sinceridade, e a preocupação do espectador com o destino de cada um é genuína, até mesmo porque a caracterização de cada um é bem convincente, tudo isto auxiliado pelo maravilhoso desenho de personagens de Masayuki (Duel Masters, animação em Kimagure Orange Road).
Yoko Kanno, para variar, dispensa comentários, com mais uma trilha impecável que conta com pelo menos 3 músicas inesquecíveis: Santi-U, a belíssima Voices (a qual traz ecos do passado) e a arrepiante Information High, um "techno" de 8 minutos que toca em um momento crucial do anime. O trabalho de arte de Katsufumi Hariu (Noein, Akira) também merece destaque, com excelentes idéias visuais e conceituais para um futuro que não está assim tão distante dos dias atuais.
E o que dizer da animação? Mesmo após 12 anos de sua produção, Macross Plus continua a impressionar pela fluidez impressionante da animação, a qual não deixa nada a dever para nenhuma produção animada lançada nos cinemas. Tanto é verdade que existe uma versão "movie" de Macross Plus, na qual algumas cenas dos OVAs foram cortadas mas que, em contrapartida, contou com a adição de cenas inéditas. Alguns preferem a versão OVA, outros a versão "longa-metragem"... como conheço apenas a primeira, os comentários da resenha dizem respeito apenas ela. E, apenas como curiosidade, o estúdio responsável pela animação principal de Macross Plus, DR. MOVIE (Pretear, Arislan) não é japonês mas, sim, sul-coreano.
Como foi dito acima, Macross Plus é um baita anime de ação com conteúdo, mas, se por um lado, as cenas de batalhas estão entre as melhores já mostradas em um anime, por outro o roteiro sofre com problemas comuns a outras obras de ação. Ao longo dos episódios os problemas surgem de forma mais espaçada mas, rumo ao final, o roteiro perde o controle completamente, com muitas situações bestas e piegas ao extremo, batalhas exageradíssimas que fogem do tom mais realista da obra como um todo, aqueles famigerados clichês que me perseguem e soluções ridículas para certos problemas. E isto sem contar certos atos perpetrados por alguns personagens, absolutamente injustificáveis do ponto de vista racional.

Mas tudo é válido perante a excelência do conjunto da obra. Macross Plus merece ser conhecido por qualquer fã de animes, especialmente aqueles que gostam de uma boa obra de ação mas que também procuram algo mais do que um simples show de fogos de artifício. E é sempre bom ver uma obra que não envelhece com o passar dos anos, prova da capacidade de seus criadores em oferecerem um produto realmente atemporal em conteúdo e técnica.