Love Hina

Love Hina
R$14,00
2x de R$7,00 sem juros
Ver detalhes das parcelas
Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

  Love Hina
 

Episódios:   25
Estilo:   Serie de TV
Gênero:   Comedia/Romance
Tema:   Ecchi
Resolução:  720x480
Áudio:   Japonês
Legendas:  Português
Quantidade:   2 Discos
Opcional:  (1 Box c/ encartes)

Urashima Keitarô, 20 anos de idade, nunca teve uma namorada e, para piorar tudo, foi reprovado duas vezes no exame para a famosa Toudai, a Universidade de Tóquio. Agora, por que entrar para a universidade mais dificil do Japão? Porque quando ele tinha 5 anos ele prometeu a uma garota que se encontraria com ela quando estivessem estudando lá. Só que ele nem se lembra do nome dela! Difícil, hein?

Diz a lenda que os casais que ingressam na Toudai são felizes para sempre. Talvez haja alguma relação com o fato de que a maioria dos alunos que entram para a Universidade de Tóquio, em geral, conseguem uma posição de prestígio na sociedade japonesa.
Para começar, ele recebe um telefonema de sua avó, dona da Pensão Hinata, chamando-o para visitá-la. Ele resolve ir e pensa em pedir para ficar por uns tempos pois assim ficaria mais perto do curso e não pagaria por um lugar pra dormir, além de ter sido praticamente expulso de casa. Mas ele não sabe que sua avó partiu em uma viagem ao redor do mundo, e antes de fazer isso transformou sua pensão em um alojamento só para meninas. Pronto, a bagunça está feita!

E foi lá, na Pensão Hinata, que ele fez a famosa "promessa" para a garota das suas memórias...

Apesar de muitas garotas relutarem em aceitar a presença de Keitarô na pensão, ele ganha o posto de novo gerente do lugar. O rapaz, inicialmente, sofre muito com as manias das meninas. Mas, aos poucos, começa a descobrir as vantagens de poder estar perto de tantas mulheres.
Uma das garotas da pensão, Naru Narusegawa, também quer passar para Toudai. E ela também tem um motivo especial para isso... hummm, será? ^^
Motoko, a menina kendo, tem implicância com qualquer homem, inclusive o Keitarô. Coitado, sempre que sem querer pega uma das meninas tirando a roupa ele recebe uns dos golpes dela; Kitsune, a espertinha da Pensão, está sempre se divertindo às custas do pobre coitado; Kaolla é a mais maluquinha da pensão. Sempre inventando coisas, sempre com fome e também sempre batendo no Keitarô; e, por último, a Shinobu, a única que respeita Keitarô e a primeira a se apaixonar por ele...
O mangá Love Hina, que foi publicado originalmente na revista semanal Shonen Magazine, da editora Kodansha, se tornou um grande sucesso. Ganhou o disputadíssimo 25th Kodansha Mangá Awards e arrebentou nas bancas: só em 1999 o título vendeu mais de 15 milhões de exemplares somente no Japão. Logo virou anime para a TV, numa série que contabilizou 24 capítulos, além de dois especiais e um OVA de três episódios.
É impossível comparar o mangá e o anime. Na minha humilde opinião, o mangá é infinitamente melhor porque as situações e as piadas parecem estar melhor posicionadas e parece haver um maior controle dos acontecimentos. Já as vantagens do anime são elementares: As cores, as músicas e as falas dão um clima muito mais gostoso que o mangá, que passa tudo de forma mais sutil. De qualquer forma, assistir a um sem ler o outro é pegar o ouro e deixar o diamante. E é melhor ter os dois, não é?

Um clima super envolvente, personagens carismáticas e estória divertidíssima fizeram (e ainda fazem) de Love Hina um grande sucesso. Como será que terminará essa bagunça toda? Keitarô passará para Toudai? Naru é a garota da promessa? Tartarugas voam?