Gantz

Gantz - comprar online
R$14,00
2x de R$7,00 sem juros
Ver detalhes das parcelas
Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

  Gantz
 

Episódios:   26
Estilo:   Serie de TV
Gênero:   Ação/Drama/Horror/Ficção
Tema:   Sobrevivencia
Resolução:  720x480
Áudio:   Japonês
Legendas:  Português
Quantidade:   2 Discos
Opcional:  (1 Box c/ encartes)

Kurono Kei é um adolescente comum com sua vida chatinha que um dia... "morre". E aí? Acabou a história??? Não, não... a morte é só o começo de um jogo doentio, controlado por uma esfera alienígena(!!!!!!!). Isso mesmo, esfera alienígena, e neste jogo o que vale é matar para não morrer. Uma trama na qual o sangue espirra por cada poro do corpo, literalmente. Mas se Kei já está morto, como ele pode morrer??
O enredo começa quando Kurono (Nabikawa Daisuki), de mal com a sua vida comum e num dia qualquer, muito contrariado, se vê obrigado a ajudar um amigo de infância, Katou Masaru (Masashi Oosato), em um ato de caridade, quando um mendigo bêbado cai nos trilhos do metro. E ambos acabam morrendo. Mas seus corpos são transportados a um quarto dentro da própria Tóquio, do qual eles são obrigados a sair para combater aliens(!!) com nomes bem estranhos, e com poderes e características mais estranhas ainda. Mas ambos não os únicos que participam desta jornada pós-vida, junto a eles estão uma série de pessoas que morreram e, repentinamente, se vêem obrigadas a participar dessa brincadeira de mau gosto, para terem a chance de receber sua "nova vida" de volta. Como um jogo para ressurreição.
Lá eles encontram Nishi Jouichiro (Yabe Masahito), um estudante de 8a série que está participando (ou sobrevivendo) ao jogo há mais tempo, e lhes explica algumas regras para que se mantenham vivos, como se fosse um anfitrião. Mas não pense que Nishi é um bom garoto e que quer ajudar: ele, na realidade, está bem perturbado, a única coisa que deseja é acabar com os aliens para ter alguma chance de escapar da tal "esfera alienígena", chamada de Gantz, e para isso não se negaria a matar qualquer um que estivesse em seu caminho. Inclusive seus companheiros meio mortos.
O personagem principal é Kurono Kei, que é 100% pervertido e, volta e meia, fica imaginando as mulheres nuas na sua frente, sonhando com peitões saltando, doido pra "dar uma" a qualquer momento. Sua falta de popularidade com as mulheres é algo que beira ao desastre e se contradiz ao seu relacionamento aos homens. Afinal, o que tem de viadões atrás dele é o verdadeiro caos.
Já Katou vive com o irmão e a avó. Depois da morte dos seus pais, ele se viu obrigado a agüentar todos os maus tratos a que ele e seu irmão foram submetidos, em troca de uma simples moradia.... e olhe que não é tortura psicológica, não. São murros, socos, pontapés e tapas dados em um jovenzinho de uns 7 anos de idade, pelos motivos mais idiotas como "querer tomar café". Katou sofre por não ser forte o suficiente para livrar-se dessa vida, sofre mais ainda por não poder ajudar a seus companheiros na luta contra os alienígenas, só os vê morrendo as dezenas.
Eis que surge para apimentar esta história Kishimoto Kei (Nabatame Hitomi), nuazinha em pêlo no primeiro episódio. A típica estudante gostosona e boba que causa o maior estrago já de cara, quase sendo estuprada logo de início. Ela, além de deprimida... é suicida. E não é que Kurono se apaixona de imediato por ela? Ou, pelo menos, acha que está apaixonado. Mas o anime não fica só nesse "chove não molha". Na realidade, as cenas de sexo aparecem fortes e de maneiras inesperadas, nada muito pesado, mas certamente são bem além do que podemos achar "normal" em um anime. É claro que existe um detalhe a ser dito: os episódios 12 e 13 praticamente não existem devido à censura feroz que foi feita ao anime. Por que será, hein??

Lançado para TV em 2004, (divido em 2 seasons, totalizando 26 episódios) criado por Oku Hiroya e produzido numa associação entre a TV Fuji, Shichiku, GDH, contando com a cooperação de Takehiko Aoki da Agencia Sogetsu e sendo animado com excelência pelo Studio Gonzo, Gantz surpreende a cada segundo. Desde a trilha musical a cargo do competente Tagawa Natsuki, que escolheu "Super Shooter" de Rip Slyme e "Last Kiss" de Bonnie Pink como temas (ambas as músicas são excelentes, posso afirmar!) até o enredo recheado com mortes. Se você esta interessado em sangue e violência numa história bizarra e sem rumo, assista a Gantz. Ele vai matar sua sede.