Fushigi Yuugi

Fushigi Yuugi - comprar online
R$28,00
3x de R$9,33 sem juros
Ver detalhes das parcelas
Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

  Fushigi Yuugi
 

Episódios:   52
Estilo:   Serie de TV
Gênero:   Aventura/Comedia/Drama/Romance
Tema:   Garota Magica/Musical
Resolução:  720x480
Áudio:   Japonês
Legendas:  Português
Quantidade:   4 Discos
Opcional:  (2 Boxs c/ encartess)

 

"e assim, a menina da lenda abriu a porta de um outro mundo " ...esse é o prólogo do livro Shijin-tenchisho (Os Quatro Deuses do Universo), o qual conta a história de uma garota que encontrou os "Sete Seishis de Suzako", conseguindo poderes para realizar todos os seus desejos. "O Jogo Misterioso" é a tradução para o título do mangá de Yuu Watase, que deu origem a umas das mais cultuadas séries de TV dos anos 90. Baseado em antigas lendas chinesas, Fushigi Yuugi supera qualquer expectativa quanto aos animes estilo "shoujo", pois acabou conquistando o também o público masculino, devido aos confrontos de artes marciais. Começou a ser produzido em 1995, numa parceria entre a TV Tokyo e o Estúdio Pierrot, chegando a um total de 52 episódios e também dois outros desdobramentos da série.
A personagem principal é a estudante de 8a série Miaka Yuki: comilona, boba, atrapalhada, mas muito gentil e que está, como toda mocinha, à procura de um grande amor. Miaka vai prestar exame para entrar no colegial com sua amiga Yui Hongo, a qual, ao contrário de Miaka, é inteligente e esperta, e pode entrar em qualquer colégio que escolher... mas, como é jovem, cai facilmente na lábia de qualquer um que lhe diga palavras bonitas. Miaka leva uma vida normal, morando com sua mãe e um irmão. Um dia, ao acaso, Miaka e Yui encontram um livro misterioso, e sem muita noção das conseqüências, abrem a primeira página, a qual conta que a leitura do livro libera um feitiço e ele terá inicio assim que a página for virada. Não acreditando em seu poder, Miaka e Yui abrem o livro, e acabam transportadas pela primeira vez para ao mundo dos Quatro Deuses, onde são atacadas por mercadores de escravos. Elas acabam sendo salvas pelo jovem Tamahome, que fica indignado por não pagarem a ele uma gorda recompensa pelo salvamento. Quando Miaka volta à realidade, discute com a mãe e acaba retornando ao livro, em busca do rapaz misterioso que a salvara anteriormente, e também de Yui, que desaparecera quase ao mesmo tempo em que ela retornara. Agora, já em companhia de Tamahome, acaba chamando a atenção do imperador de Konan, o jovem Hotohori, que acredita que Miaka é a "Suzako no Miko", e que ela salvará seu país de uma terrível ameaça. Essa é a deixa para o desenrolar da incrível jornada em busca dos Seishis de Suzako. Deixando um pouco de lado a história, sou obrigada a comentar sobre a gama imensa de personagens desse anime, e não seria justo começar por outro que não seja o jovem Tamahome, um incrível lutador de artes marciais, incansável, sempre em busca de dinheiro e que esconde um segredo que é motivo de muita alegria (por enquanto!); também merecem destaque alguns dos outros personagens, como o narcisista Hotohori, o imperador de Konan, um excelente espadachim que é apaixonado pela figura de Suzako no Miko; a horrenda Tai-Ikkun, a feiticeira guardiã dos segredos de Suzako, que parece se divertir muito assustando a todos com suas aparições do nada, andando pelo teto, entre outras coisas; Chichiri, o monge aprendiz de Tai-Ikkun, que vive trocando de cara, literalmente; Nuriko, um lindo jovem que se traveste de mulher e vive a implicar com Miaka pela atenção do imperador; Tasuki, o líder de um bando de mercenários, que adora tostar a todos com seu "harisen"; Mitsukake, um médico que desistiu da profissão por não ter salvado seu grande amor; Suboshi e Amiboshi, os gêmeos assassinos mais lindinhos que já vi... ai ai... hum...voltando à história... Existem algumas diferenças entre o anime e o mangá, mas elas acabam por não influenciar muito o andamento do anime, pois devemos levar em conta que a série de TV de Fushigi Yuugi é baseada nos 26 primeiros volumes brasileiros, já que o formato japonês corresponde mais ou menos ao dobro da nossa publicação. Vale lembrar, também, que a saga só se encerra na série de OVA´s chamada Fushigi Yuugi Eikou Den, com quatro episódios. Assistindo ao anime, algo me chamou a atenção: o título do livro. O nome Shijin-tenchisho é traduzido como "Os Quatro Deuses do Universo", logo é associado a Konan, o país do sul, e ao Deus Suzako (Fênix); e ao país do leste, Kutou, protegido pelo Deus Seiryuu (Dragão)... mas, e os outros? Não foi preciso procurar muito para associar a história de Fushigi Yuugi com a de Dark Angel, escrita por Kia Asamiya, onde existe o jovem Dark, que é o Gensei (Fantasma Sagrado) da Fênix Escarlate. Coincidentemente ele é regente do Reino dos Ventos do Sul, que é Nanban, e existem também Lady Lean que é a Gensei do Dragão Azul, regente do Reino dos Ventos do Leste; Shoo Gaju é o Gensei do Tigre Branco, regente do reino dos Ventos do Oeste e Lorde En, Gensei da Estrela Ursa Maior, regente do reino dos Ventos do Norte. Mas aqui há uma pequena diferença: alguns citam a Tartaruga Marrom e não a Estrela Ursa Maior... mas isso se torna irrelevante quando notamos a semelhança das histórias, e fica óbvio que as duas têm o mesmo embasamento. A esta altura, algumas perguntas pipocavam na minha cabeça: isso aconteceu por falta de imaginação ou pura coincidência? Qual é mais fiel à lenda chinesa? Eu não saberia dizer, pois ambas as histórias, apesar de muitos pontos em comum (como os países e deuses), tomam rumos bem diferentes. Por que será que escrevi tudo isso aí? Curiosidade, talvez... quem sabe algum outro curioso também reparou nesses detalhes?