Full Moon Sagashite

Full Moon Sagashite - comprar online
R$28,00
3x de R$9,33 sem juros
Ver detalhes das parcelas
Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

  Full Moon Sagashite
 

Episódios:   52 + OVA
Estilo:   Serie de TV
Gênero:   Comedia/Drama/Romance/Sobrenatural
Tema:   Garota Magica/Musical
Resolução:  720x480
Áudio:   Japonês
Legendas:  Português
Quantidade:   4 Discos
Opcional:  (2 Boxs c/ encartess)

Kouyama Mitsuki e Eichi-kun eram companheiros inseparáveis no orfanato em que viviam, apesar da diferença de idade entre ambos (6 anos). Eichi revela a Mitsuki que seu sonho é se tornar um astrônomo, e Mitsuki lhe diz que sonha com a carreira de cantora. Certo dia, por força das circunstâncias, Eichi acaba se mudando para os Estados Unidos. Antes de partir, vendo a tristeza no olhar de Mitsuki, Eichi diz que estará lutando para realizar seu sonho nos Estados Unidos, e espera que ela também faça o mesmo, pois quanto mais próximos estiverem de seus sonhos, mais próximos também estarão de se reencontrar. Se a saudade apertasse, bastaria olhar para a lua cheia e pensar em Eichi... ele, certamente, estaria fazendo o mesmo.
O tempo passa, e Mitsuki não se esquece da promessa feita a Eichi, mas o destino acaba reservando-lhe uma ingrata surpresa. Mitsuki tem um tumor na garganta, um sarcoma, e se não for operada, morrerá em um ano... por outro lado, se fizer a operação, são grandes as chances de perder a voz, o que sepultaria de vez seu sonho de se tornar uma cantora e, indiretamente, deixaria o seu reencontro com Eichi ainda mais distante.
Em meio a este turbilhão de emoções conflitantes, Mitsuki acaba conhecendo, por acidente, os Shinigamis (anjos da morte) Takuto e Meroko. Os Shinigamis não podem ser vistos pelos humanos mas, por alguma razão, Mitsuki consegue vê-los e ouvi-los perfeitamente. A função de Takuto e Meroko é preparar o espírito de Mitsuki para a morte, de maneira a garantir que, após o prazo de um ano, ela não se recuse a ir com eles para o além. Por razões que são explicadas no início da série, Takuto acaba usando os seus poderes para ajudar Mitsuki: por um ano, sua garganta não apresentará problemas, e ela poderá continuar lutando pelo seu sonho... após este período, Mitsuki deve aceitar o seu destino e seguir Takuto e Meroko.
Full Moon o Sagashite é uma fantástica série de 52 episódios, produzida em 2002 e 2003 pela TV Tokyo e NAS (responsáveis por Fruits Basket) e com animação a cargo do Studio Deen. Full Moon o Sagashite é baseado no mangá homônimo de Arina Tanemura, autora de outro título de sucesso, "Kamikaze Kaitou Jeanne". A sensibilidade feminina de Arina Tanemura foi essencial para dar o tom adequado a esta excelente história, uma vez que a morte não é um tema muito fácil de ser apresentado, especialmente em uma obra voltada para um público mais jovem e facilmente impressionável.
Para inverter a ordem comumente usada em outras "reviews", vamos primeiro aos pontos negativos de Full Moon o Sagashite. Por ser um anime um pouco mais infantil, Full Moon o Sagashite possui algumas soluções bem simplistas para certas situações, alguns dramas bobinhos, além de certas lições de moral que não convencem ("... canto apenas por amor", entre outras). A dublagem de Mitsuki, feita pela cantora Myco (vocalista da banda Changin´ my Life), é bem fraquinha e sem emoção no início da série, mas melhora consideravelmente com o passar dos episódios. A animação, apesar de dar conta do recado, é bem simples e econômica, principalmente se comparada à maioria das séries recentes. E, para finalizar a parte "mala" da série, é chato ouvir Mitsuki falando em "Eichi-kun" o tempo todo, com aquela paixão incontrolável, mesmo estando afastada dele por mais de 2 anos.
Felizmente, as qualidades de Full Moon o Sagashite superam, em muito, os seus defeitos. Para começar, personagens carismáticos e com um desenvolvimento psicológico surpreendente. Mitsuki, apesar de boazinha e crédula em excesso, não leva desaforo para casa, e luta por seus sonhos e direitos com unhas e dentes. Ooshige-san, a agente de Mitsuki, é completamente possessa e desesperada, mas trabalha como uma louca para garantir o sucesso de sua protegida. Wakaouji-sensei, além de ser o médico de Mitsuki, é também uma espécie de tutor da mesma, e trava uma luta interna entre seus ideais médicos (salvar a vida de Mitsuki a qualquer custo, mesmo que, para isto, ela perca a voz) e respeitar o sonho da garota em se tornar uma cantora.
Não dá para negar, no entanto, que os Shinigamis Takuto e Meroko são realmente a alma da série. Takuto, na verdade, é um Shinigami incompleto, que depende do sucesso desta missão para se tornar um Shinigami com plenos poderes. Apesar disto, Takuto acaba se afeiçoando a Mitsuki, e sua consciência pesa ao perceber que será o responsável pelo fim da vida de uma pessoa tão importante para ele. Meroko, por outro lado, é 10 vezes mais possessa que Ooshige-san! ^__^ Mesmo sendo uma Shinigami completa e, para todos os efeitos, chefe de Takuto, ela não abusa da autoridade já que... erm... é completamente apaixonada por Takuto! ^_^" As confusões causadas por estes Shinigamis fora-de-série são impagáveis! Ah, vale lembrar que Takuto e Meroko conseguem se transformar, respectivamente, em um gatinho e uma coelhinha... kawaii!! ^___^

A trilha sonora possui músicas excelentes. Se os temas de abertura não empolgam muito, as músicas cantadas por Mitsuki ao longo da série, como "Myself", "Eternal Snow" e "Smile", são excelentes. As músicas de fundo são mais simples e alegres, combinando bem com o estilo super colorido do anime.
Com personagens tão bacanas e músicas legais, só falta uma bela história para completar o quadro, e Full Moon o Sagashite não decepciona neste quesito. Pelo fato de ser uma série mais longa, a trama de Full Moon o Sagashite flui com naturalidade e sem pressa, e à medida em que o prazo de vida de Mitsuki vai acabando, mais aumenta a ansiedade do espectador para ver como tudo irá terminar. É de se admirar, ainda, que uma série cujo tema central é a futura morte de uma criança possua um clima tão animado e bem humorado. As coisas vão mudando ao longo da série, e é recomendável que o espectador prepare o espírito, já que a carga dramática de alguns episódios é bem forte.

Full Moon o Sagashite foi uma grata surpresa, uma vez que séries muito bonitinhas e coloridas não fazem meu estilo. Tirando os poucos pontos negativos citados acima, é um anime recomendado para pessoas de todas as idades, pois lida com a morte de uma maneira muito interessante e delicada. Sem dúvida, uma das melhores séries produzidas recentemente.